PRÁTICAS E APRENDIZAGENS DE PRODUTORES MUSICAIS: ASPECTOS DE UMA EDUCAÇÃO MUSICAL EMERGENTE NA CULTURA DIGITAL E PARTICIPATIVA

Juciane Araldi Beltrame

Resumo


Este artigo traz os principais resultados de uma pesquisa que buscou compreender as aprendizagens que emergem das práticas de produzir e compartilhar música na cultura digital/participativa. Foram entrevistados três músicos envolvidos com práticas de produção musical, tais como: criação de mashups, re-edits, música eletrônica, covers e produções solo. A pesquisa se orientou pela abordagem da pesquisa qualitativa. Os resultados são apresentados a partir dos conceitos de apropriação, aprendizagem entre pares e perfil prosumer. A apropriação se traduz no empoderamento e nas autorias que os entrevistados constroem tanto nos meios pelos quais aprendem e aprimoram seus conhecimentos musicais quanto na forma como criam e produzem suas músicas. A aprendizagem entre pares transcende a troca de conhecimentos entre pessoas do mesmo espaço, do mesmo estilo musical, da mesma sala de aula. Seus pares são os músicos com quem realizam parcerias, seja na etapa de gravação ou finalização das músicas, bem como seus alunos e seus sócios nos negócios musicais. As ações de produzir/compartilhar (prosumer) evidenciam que suas aprendizagens ocorrem diretamente nos espaços de atuação e de forma sistêmica, pois dificilmente se vê nas suas práticas a separação entre equipamentos e música ou entre quem ensina e quem aprende.


Referências


ARALDI, Juciane. Formação e prática musical de DJs: um estudo multicaso em Porto Alegre – RS. 2004. Dissertação (Mestrado em Música) – Programa de Pós-Graduação em Música, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004.

ARALDI-BELTRAME, Juciane. Educação musical emergente na cultura digital e participativa: uma análise das práticas de produtores musicais. 2016. Tese (Doutorado em Música) – Programa de Pós-Graduação em Música, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

CANCLINI, Néstor Garcia. Introducción: De la cultura postindustrial a las estrategias de los jóvenes. In: CANCLINI, Néstor García; CRUCES, Francisco; POZO, Maritza Urteaga Castro. Jóvenes, culturas urbanas y redes digitales. Buenos Aires: Ariel, 2012. p. 3-25.

CERNEV, Francine. Aprendizagem colaborativa mediada pelas tecnologias digitais: motivação dos alunos e estratégias de aprendizagem. 2015. Tese (Doutorado em Música) – Programa de Pós-Graduação em Música. Universidade do Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015.

COOLEY, Timothy J.; MEIZEL, Katherine; SYED, Nasir. Virtual Fieldwork: Three case studies. In: BARZ, Gregory; COOLEY, Timothy J. Shadows in the Field: new perspectives for fieldwork in ethnomusicology. 2. ed. New York: Oxford University Press, 2008. p. 90-107.

FRAGOSO, Suely; RECUERO, Raquel; AMARAL, Adriana. Métodos de pesquisa para internet. Porto Alegre: Sulina, 2011.

GIRARDELLO, Gilka; PEREIRA, Rogério Santos; MUNARIM, Iracema. Cultura participativa, mídia-educação e pontos de cultura: aproximações conceituais. Atos de Pesquisa em Educação - PPGE/ME FURB, v. 8, n. 1, p. 239-258, jan./abr. 2013.

GOHN, Daniel. Um breve olhar sobre a música nas comunidades virtuais. Revista da ABEM, Porto Alegre, v. 19, p. 113-119, mar. 2008.

GOHN, Daniel. A internet em desenvolvimento: vivências digitais e interações síncronas no ensino a distância de instrumentos musicais. Revista da ABEM, Londrina, v. 21, n. 30, p. 25-34, jan./jun. 2013.

HALAVAIS, Alexander. Prefácio. In: FRAGOSO, Suely; RECUERO, Raquel; AMARAL, Adriana. Métodos de pesquisa para internet. Porto Alegre: Sulina, 2011. p. 11-16.

HINE, Christine (Org.). Virtual Methods: issues in Social Research on the Internet. New York: Oxford, 2005.

JENKINS, Henry et al. Confronting the challenges of participatory culture: media education for the 21st century. Chicago: MacArthur Foundation, 2006. Disponível em: . Acesso em: 23 jan. 2015.

KRAEMER, Rudolf-Dieter. Dimensões e funções do conhecimento pedagógico-musical. Trad. Jusamara Souza. Em Pauta, Porto Alegre, v. 11, n. 16/17, p. 50-75, abr./nov. 2000.

McGRANAHAN, Liam. Bastards and Booties: Production, Copyright, and the Mashup Community. TRANS-Revista Transcultural de Música, n. 14 (artículo 9), 2010. Disponível em: . Acesso em: 22 fev. 2016.

RAMOS, Sílvia Nunes. Escuta portátil e aprendizagem musical: um estudo com jovens sobre a audição musical mediada pelos dispositivos portáteis. 2012. Tese (Doutorado em Música) – Programa de Pós-Graduação em Música, Universidade do Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

SALMONS, Janet. Doing qualitative research online. London: SAGE Publications, 2016.

SALMONS, Janet. Qualitative online interviews: strategies, design and skills. 2. ed. London: SAGE Publications, 2015.

SANTOS, Rosemary; SANTOS, Edméa. Práticas multirreferenciais de educação online: expressões de uma pesquisa. Revista Eletrônica de Educação, São Carlos, v. 7, n. 2, p. 153-172, nov. 2013.

SETTON, Maria da Graça. Mídia e educação. São Paulo: Contexto, 2011.

SOUZA, Jusamara; FREITAS, Maria de Fatima Quintal de. Práticas musicais de jovens e vida cotidiana: socialização e identidades em movimento. Música em perspectiva, Curitiba, v. 7, n. 1, p. 57-80, jun. 2014.

TOBIAS, Evan. Inter/trans/cross/new media(ting): Navigating an emerging landscape of digital media for music education. In: RANDLES, C. (Ed.). Music education: navigating the future. New York: Routledge, 2015. p. 91-121.

TOBIAS, Evan. Participatory culture in practice: developing perspectives and potential in music education. In: ISME WORLD CONFERENCE OF MUSIC EDUCATION (ISME), 31., 2014, Porto Alegre. Paper abstracts, 2014a, p. 56.

TOBIAS, Evan. Toward Convergence: Adapting Music Education to Contemporary Society and Participatory Culture. Music Educators Journal, v. 99, n. 4, p. 29-36, jun. 2013.

TOBIAS, Evan. Inter/trans/cross/new media(ting): Navigating an emerging landscape of digital media for music education. In: RANDLES, C. (Ed.). Music education: navigating the future. New York: Routledge, 2015. p. 91-121.

VAZQUEZ, Eliza Rebeca Simões Neto. A aprendizagem de três produtores de música eletrônica de pista: a interação na pista, no ciberespaço e o envolvimento com as tecnologias musicais de produção. 2011. Dissertação (Mestrado em Música) – Programa de Pós-Graduação Música em Contexto, Universidade de Brasília, Brasília, 2011.

VIEIRA, Josélia Ramalho. Efeitos da aprendizagem cooperativa no ensino de piano em grupo para licenciandos em música: uma pesquisa experimental. 2017. Tese (Doutorado em Música) – Programa de Pós-Graduação em Música, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.

WALDRON, Janice. User-generated content, YouTube and participatory culture on the Web: music learning and teaching in two contrasting online communities. Music Education Research, v. 15, n. 3, p. 257-274, 2013.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.