A realidade das redes sociais: uma discussão acerca da educação musical nas comunidades virtuais

Daniel Marcondes Gohn

Resumo


Este texto tem como objetivo atualizar a discussão iniciada em outro artigo publicado na Revista da Abem (XXXX), no qual foram colocadas implicações que as comunidades virtuais trazem para a área da educação musical. São exploradas algumas das mudanças ocorridas na última década, causadas sobretudo pelo desenvolvimento das redes sociais. Como ponto de partida, novamente há questões sobre as possibilidades de contato com novos repertórios, a formação de comunidades com interesses comuns na música, e as consequências na formação de professores de música. Em contraposição a perspectivas propícias para a educação musical, são apontadas problemáticas trazidas pelas novas tecnologias, tais como vícios digitais, excesso de informação e dificuldades de concentração causadas por distrações constantes. Observamos uma expansão vertiginosa do alcance de redes sociais, conectando bilhões de pessoas ao redor do planeta, assim como a criação de cursos on-line abertos e massivos (MOOC) que chegam a milhares de indivíduos. Tal quadro demonstra que nossas experiências com música estarão cada vez mais permeadas por interações on-line, forjando um futuro no qual a compreensão de possíveis aspectos nocivos da internet se torna imprescindível.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.